Materiais e Redes de Apoio - Relacionamentos Abusivos
 

Coluna semanal sobre Saúde Mental do IDB

Durante a live da Monique Carvalho, realizada no dia 18 de junho (cliquei aqui para assistir), a Psicóloga do IDB, falou sobre Relacionamentos Abusivos e informou aos expectadores que disponibilizaria Cartilhas,  números de telefone e Redes de Apoio em mídias sociais, para aqueles que necessitam de ajuda! Cumprindo sua promessa, confira abaixo e contem sempre conosco. 

  • Materiais utilizados como base para realização da Live:

Cartilhas:

Reprodução: ibc

Redes de Apoio:

“A quem podemos recorrer ou procurar se conhecemos alguém ou se for nós mesmos que estivermos vivendo situações abusivas e ou de violência como as citadas no dia da Live? Como é possível romper com um ciclo de violências ou obter ajuda vivenciando relacionamentos abusivos?”

Buscar e contar com redes de apoio faz toda a diferença, como expliquei no dia da Live (clique aqui caso não tenha assistido).

Por isso, a seguir se encontram nomes, telefones e links de instituições que todos nós podemos recorrer para nos defender e nos auxiliar a romper com esse ciclo de violência que é o abuso em suas várias formas e nos vários relacionamentos que estabelecemos com os outros com quem convivemos, pois lembrem-se #violêncianãoéamor!

Mas Monique, afinal o que são Redes de Apoio? São pessoas e serviços de confiança como: amigos (as), algum familiar e ou instituições especializadas no assunto, que funcionam em nossa defesa e proteção, bem como também que disponibilizam de orientações e outros serviços de acolhimento de vários profissionais de áreas de assistencial social, jurídica, psicológica e outros, para que nos lembremos sempre de que não estamos sozinhos, poderemos sempre contar com ajuda, pois juntos somos mais fortes e que é um direito nosso como seres humanos podermos ser assistidos de forma humanizada.

Então você pode contar com:

1) Pessoas em quem confia, mas se não tiver no momento com quem contar,

2) Você poderá buscar por apoio e auxílio em Serviços de Denúncia como:

- o Disque 100 (que é o Disque Direitos Humanos, que acolhem denúncias sobre todo e qualquer formato de abuso e violências e com todos sejam crianças, adolescentes, homens, mulheres, LGBTQ e oferecem possibilidades e orientações em tempo real de socorro em casos de maior urgência e emergência)

- o Disque 180 (Central de Atendimento á Mulher), que funciona 24h por dia recebendo ligações de qualquer lugar do país, a fim de oferecer informações e encaminhar denúncias aos órgãos competentes em ação protetiva e também para te orientar sobre demais serviços que possam ou precisem ser acionados por você, lembrando que a ligação é gratuita)

3) Podemos ainda contar com Instituições como o CRAVI (Centro de Referência e Apoio à Vítima, que é um trabalho incrível do Serviço de Justiça e Cidadania do Governo do Estado de São Paulo), que faz um trabalho de suporte gratuito ás vítimas de violência e seus familiares, prestando suporte e acolhimento contando com parcerias de cursos da PUC  de direito, psicologia e assistência social.

As unidades do CRAVI são 6: 1) região da Barra Funda, dentro do Fórum Criminal da Barra Funda; 2) em Suzana; 3) em Barueri; 4) Santos; 5) São Vicente e 6) Araçatuba. Todas elas ficam abertas durante o dia e disponíveis para atender a quem for até elas, não sendo necessário agendamento prévio para passar pelo atendimento dos serviços. No momento de Pandemia, estão atendendo on-line ou por telefone, para isso recomendam entrar em contato pelo seguinte telefone: 3291-2624 ou pelo e-mail: cravi@justica.sp.gov.br . Páginas nas Redes Sociais: Facebook e Instagram.

4) Ou ainda existem Plataformas, Programas e Páginas nas Redes Sociais com as quais podemos super contar a fim de obter maiores informações e conhecimentos sobre o assunto de abuso e violências, como: Tô Com Elas ou o Justiceiras.

- O Tô Com Elas, é uma iniciativa conjunta de várias instituições públicas que se ajuntaram em força tarefa, através de programas como esse de acolhimento e orientação, disponibilizando serviços voluntários de advogadas, psicólogas, orientação jurídica e assistência social gratuitas, seja por whatsapp ou telefone em todo Brasil para vítimas de violência, principalmente mulheres.

- O Justiceiras vocês conseguem acessar e solicitar auxílio pelo próprio aplicativo Rappi de entregas nesse momento de pandemia, o que achei super legal e importante, pois aproxima ainda mais das vítimas de abuso e violência uma rede de apoio e protetiva, disponibilizando de serviços de atendimento como os acima de advogadas, assistentes sociais, psicólogos e orientações jurídicas.

- Também temos diversas Páginas nas Redes Sociais, dentre elas como a: Papo de Homem e Quebrando o Tabu (esta última criada em parceria com a Avon, produzindo conteúdos a fim de auxiliar mulheres e pessoas a identificarem a cada passo mais sinais de relacionamentos abusivos e traços de violência, lá vocês podem encontrar links de cartilhas e outras mais formas de informação e conhecimento sobre o tema). Também tem a Página no Instagram.

5) Existem igualmente muitas Campanhas de Prevenção e Proteção relacionadas ao assunto, não sei se vocês já chegaram a ver, mas uma delas que achei bastante interessante, é a @campanhasinalvermelho que estão instruindo mulheres que passam no momento de pandemia por algum tipo de violência ou relacionamento abusivo, que façam um X vermelho na mão quando forem até uma farmácia e sem o par perceber, mostram a mão onde estiver o X em sinal de ajuda, para quem estiver te atendendo na farmácia assim a fim de informar que ela está precisando de auxílio e sinalizando que passa por algum tipo de violência.

Texto: Monique e Carvalho e IDB.

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle

Praça Coronel Fernando Prestes, 233

Fone (11) 3329-7999 

Bom Retiro - São Paulo - SP

CEP 01124-060

Cadastre-se e receba nossas notícias

© 2015 Instituto Dom Bosco - Bom Retiro. Todos os direitos reservados